Aa ab

Saturday, October 07, 2006

Tudo o que cessa é morte
...
Tudo o que cessa, é morte, e a morte é nossa
Se é para nós que cessa. Aquele arbusto
Fenece, e vai com ele
Parte da minha vida.
Em tudo quanto olhei fiquei em parte,
Nem distingue a memória
Do que vi do que fui.
...
Ricardo Reis
...

1 Comments:

At 7:22 PM, Blogger Andreia do Flautim said...

Essa imagem é estranha...

Já toquei contra a banda de Sabrosa com a banda de Cambres. Mas a minha banda é a de mões!

Tambem ja estudei fora, na Alemanha, mas agora estou a estagiar cá.

Um abraço.

 

Post a Comment

<< Home